quinta-feira, 9 de julho de 2009

OLHA O QUE SAIU NO JORNAL

Binho culpa desenvolvimento pelo aumento da criminalidade do Acre

O "emponderamento" das comunidades foi apontado como uma das alternativas de combate a violência.

"Sempre começamos do marco zero, com o Monteiro e com Marcia tivemos reuniões intermináveis para tratar da segurança pública". Esse foi o tom do discurso do governador Binho Marques na abertura da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública realizada durante todo o dia de hoje, no auditório da FAAO.

Para o governador "não adianta apenas reforçar o uso da força". O Estado do Acre é o terceiro maior do país em população carcerária. Sem esconder o que chamou de agravamento do sistema, Binho disse que o crescimento sócio-econômico e a integração latina americana interferem no sistema de segurança pública.

"Bolívia e Peru são os maiores produtores e consumidores de cocaína do mundo. Essa droga passa pelos nossos corredores. A integração Latina americana interfere em nosso sistema agravado pelo crescimento econômico do Estado", acrescentou o governador. (A culpa é sempre dos outros!)

O emponderamento (O que significa essa palavra? Seria um neologismo?) das comunidades foi apontado como uma das alternativas de combate a violência. No final de seu discurso, Binho garantiu intervenções surpreendentes no sistema até o dia 07 de setembro deste ano. (Até lá, que Deus nos acuda! É pagar pra ver. Quem dá mais?)

Matéria do site AC 24 HORAS


Se bem que acho que as imagens abaixo (1ª: assalto à joalheria - terça-feira, 07/07: proprietário leva tiro na cabeça; 2ª: gangue da marcha-ré "atuando" em Rio Branco) não tem muito a ver com a Bolívia e com o crescimento econômico, não! E não adianta dizer que somos pessimistas, que não amamos o Acre, ou que é intriga da oposição (qual?) que não é mesmo!


2 comentários:

...vdj... disse...

É tão fácil para a autoridade máxima do Estado se esquivar, jogando a sujeita pra debaixo do tapete e o que não cabe, empurra pro quintal mais próximo!

Nó na garganta... RRRRRRRRRR!

[]'s
.
.
.

acreucho disse...

Sinceramente, o problema da violência no EStado está se tornando "um caso de polícia". O problema é que as autoridades não estão interessadas em resolver o problema, soluções simples poderiam substituir todos esses "estudos" que o governador diz que estão fazendo. Acontece que no PT tudo tem que ser estudado, conferenciado, seminarizado. Quem ganha com isso são as empresas que promovem esses eventos, que devem ser de parentes deles.