quinta-feira, 9 de abril de 2009

PÁSCOA: ALGUÉM SABE O QUE É?

A Páscoa é uma festa cristã, cuja origem é provavelmente pagã, pois as festas em honra da deusa Ostara, Eastre ou Eostre, no Equinócio da Primavera, são a celebração do regresso do Sol. O símbolo terrestre de Ostara, deusa anglo-saxônica da fertilidade, é um coelho, que é simultaneamente o símbolo da fertilidade, assim como a Lua e os ovos da Páscoa, ovos cozidos decorados com símbolos mágicos, que se tinha o costume de oferecer no início da Primavera. E como quase tudo o que é cristão, essa celebração não poderia deixar de estar associada diretamente ao lucro, à barganha e ao comércio. É isso: nessa época, a venda de chocolate cresce assustadoramente: há supermercados que já não conseguem atender a demanda tamanha é a procura pelo produto em forma de belos e saborosos – isso alguns realmente são – ovos. Tem de todos os tamanhos, gostos e bolsos. Vai da vontade e da disponibilidade financeira do cliente em comprar o mais lhe agrada.
Mas onde está o Cristo nisso tudo? Não seria ele a figura central nesse momento? Morreu mais uma vez! Simplesmente foi esquecido em meio à loucura comercial em que datas como essa, primordialmente religiosas, se transformou. Não estou defendendo o fim do estado laico e a liberdade que as pessoas têm de acreditar ou não no que quiserem - afinal, quanto mais nos aproximamos da religião, menos nos lembramos de evoluir - mas datas assim, tão... festivas, deveriam não apenas ser transformadas em feriados, em que as pessoas se empanturram de comida, mas um momento real de reflexão sadia e pessoal. Até porque, depois não vai dar tempo de pensar em nada, a não ser correr para a academia e enxugar os quilos advindos da comilança descontrola. E viva o bolso dos donos das academias! E viva a páscoa!

5 comentários:

Antonio Isnard disse...

VAMOS FALAR DE PÁSCOA.
PARA COMEÇAR,A PASCOA VERDADEIRA NADA TEM HAVER COM ESSA FARTA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DO CHOCOLATE.ESQUECEMOS DO SENTODO REAL DA PÁSCOA QUE ESTA ACIMA DA RELIGIÃO.É UMA FESTA QUE DEUS DEUS AO POVO DE ISRAEL PARA CELEBRAR E LEMBRAR-SE DA LIBERTAÇÃO DO JULGO EGÍPCIO.ESS FESTA ERA UMA SOMBRA(OU MODELO PRA QUEM PREFERIR)DO QUE SERIA A VIDA DE CRISTO E O SEU REAL PROPÓSITO NA TERRA,O CORDEIRO REPRESENTARIA O PRIPRIO CRITO QUE MORRERIA PELOS NOSSOS PECADOS E POR SEU SANGUE,QUE NO CASO DO CORDEIRO ERA VERTIDO NAS SOMBREIRAS DAS PORTAS, SERÍAMOS-E SOMOS-LAVADOS.
BEM,PARA NÃO TORNAR ESSE COMENTARIO UM ESTUDO TEOLÓGICO DEIXO O SEGUINTE PENSAMENTO:TODOS OS DIAS EU LEMBRO DESSA "PASCOA".A MORTE DE UM JUSTO PELA SALVAÇÃO DE INJUSTOS.ISSO ESTÁ ACIMA DE RELIGIÃO,POLÍTICA E TDAS ESSAS BABOSEIRAS QUE VEMOS NOS DIAS ATUAIS.NOS SQUECEMOS DO SENTIDO REAL DESSA PASCOA.MEDITO SOBRE A INGRATIDÃO QUE INEVITÁVELMENTE O HOMEM TEM COM RELAÇÃO A ESSE SACRIFICIO E SÓ PEÇO A DEUS QUE ME AJUDE A PERANECER EM SUA VONTADE E NÃO SEGUIR A ROTA DA CRISTÃOMANIA.QUE TRANSFORMA TUDO O QUE É SANTO EM COMERCIO.ABRAÇÃO
ISNARD NUNES

Cézar Felício disse...

"E como quase tudo o que é cristão, essa celebração não poderia deixar de estar associada diretamente ao lucro, à barganha e ao comércio."

Não sei porque essa parte me fez dá um sorriso irônico...

Alex Siqueira disse...

A páscoa tem um significado único em toda e qualquer religião. Porém o que os fiéis [de cada religião] fazem para celebrar esta data não segue muito bem esta regra.
E quanto ao chocolate.. que bom que eles existem, principalmente depois que descobriram que é possível usar Aspartame na hora de adoçá-los! (66)!
Hausihasiuhuiash.
Post intrigante, principalmente para religiosos.

VÍTOR FARIAS disse...

Até entendo a disponibilidade positiva de algumas pessoas em comentar, concordar e discordar do que escrevo, embora nem sempre seja possível em função das dificuldades técnicas a que essas maquinas tão maravilhosas chamadas de computador nos submetem. Mas, considere o fato de que torna-se difícil a compreensão do que é dito por quem comenta os textos se não o fizerem de forma clara e objetiva, explicitando razões e motivos que sustentem o ponto de vista assim como procuro fazer em todos os textos que escrevo. Não criei moderadores de comentários para impedir publicação dos mesmos, mas para observar se estão coerentes com a proposta do blog e trazem argumentação plausível. Portanto, todas as vezes que postarem, caros leitores, de alguma forma, se identifiquem, por exemplo, pondo o nome abaixo do comentário e, sobretudo, explicitando a razão do seu modo de pensar. Obrigado.

...vdj... disse...

Valeu pelo texto e esclarecimentos...
é sempre bom refrescar a memória!

[]'s
.
.
.